quarta-feira, 15 de julho de 2009

XXIX - A Barriga e os Membros do Corpo

Labor (improbus) omnia vincit.
O trabalho tudo vence.

Oi pessoal amigo! Antes, as boas-vindas à nova seguidora NTSoares, que nos honra com sua presença.

Esta fábula, confesso, não a conhecia. Mas já previa séculos antes de nossa era, o papel de cada um no convívio. Bom saber que luminares sempre existiram e certamente com papéis fundamentais em nossa evolução como raça. BOM PROVEITO...

Amanhã tem mais.


XXIX - A Barriga e os Membros do Corpo

Ocorreu num belo dia que os Membros do Corpo observaram estar fazendo todo o trabalho pesado, enquanto a Barriga estava ganhando toda a comida. Assim eles convocaram uma reunião e depois de longas discussões decidiram parar de trabalhar, até que a Barriga consentisse fazer sua parte das tarefas. Assim por um ou dois dias, as Mãos se recusaram levar a comida; a Boca se recusou a recebê-la; os Dentes não tiveram nenhum trabalho para fazer. Mas depois de um tempo, os Membros do Corpo começaram a achar que não estavam mais em condições de atividade: as Mãos já não se moviam mais, a Boca estava toda rachada e seca, enquanto as Pernas não podiam mais suportar o peso. Tanto assim que acharam até mesmo, ser a Barriga em seu modo quieto e estúpido, uma trabalhadora necessária para o Corpo e que todos deveriam trabalhar juntos ou o Corpo iria ficar em pedaços.

MORAL:


“Todos somos membros de um vasto corpo chamado sociedade”.

2 comentários:

Marta disse...

Hoje quero fazer um comentário , mas não se refere às fábulas.Quero comentar a foto!!!! SENSACIONAL!!!!
Tu pareces um personagem saído, diretamente, de uma dessas fábulas que tu tão bem traduzes e interpreta para nós.Apesar de eu não fazer comentários e nem me aprofundar muito filosoficamente no assunto, o VADE MECUM é leitura diária obrigatória para mim. Muito obrigada e beijos a todos

VADE MECUM disse...

Puxa,isto até constrange... Quando os elogios são hiperbólicos, o baldaquim chacoalha, o santo treme e o vivente se sobressalta. São imerecidos...
Com ajuda fundamental do TéO.estamos (99,0 % ELE) desenvolvendo a fábula contadas, em prosa, com sonoplastia e arte fonográfica. A primeira da série - como teste - irá logo logo ao blog Aguardem

Abração a todos e gratos pela companhia.